Caminhões

Mercado de caminhões fecha 2018 com retorno ao patamar de 2015.

Mercado de caminhões fecha 2018 com retorno ao patamar de 2015.

Número de 76 mil unidades ainda representa metade da média das vendas anuais entre os anos de 2008 e 2014 (140 mil unidades/ano).


As vendas de caminhões em 2018 registraram 76 mil unidades, expansão de 46,3% diante das 52 mil unidades do ano anterior. Na análise mês a mês, as 7,6 mil unidades comercializadas em dezembro ficaram 0,6% abaixo das 7,7 mil de novembro e 25,7% superiores às 6,1 mil unidades de dezembro de 2017.

A produção encerrou o ano com alta de 27,1%: foram 105,5 mil unidades em 2018 e 83 mil em 2017. No último mês do ano passado saíram das linhas de montagem 7,3 mil unidades, número 26,5% menor na comparação com as 10 mil de novembro, e 0,8% inferior em relação às 7,4 mil de igual período de 2017.

As exportações no ano passado chegaram a 24,6 mil unidades, recuo de 12,7% frente as 28,2 mil unidades de 2017. Em dezembro, mil unidades foram exportadas, o que representa diminuição de 24,2% ante as 1,4 mil de novembro e decréscimo de 50,9 % contra as 2,1 mil de dezembro de 2017.

No segmento de ônibus, as vendas em 2018 foram de 15,1 mil unidades, crescimento de 28,3% frente as 11,7 mil de 2017. No último mês do ano foram comercializados 1,5 mil ônibus, aumento de 0,5% ante as 1,4 mil de novembro e de 20% sobre as 1,2 mil de dezembro do ano anterior.

A produção ao longo de 2018 registrou 28,5 mil chassis para ônibus – elevação de 38,2% diante das 20,6 mil de 2017. Foram produzidas 1,1 mil unidades em dezembro, número 46,5% menor se defrontado com as 2,1 mil de novembro e de 16,3% contra as 1,3 de dezembro de 2017. Foram exportados 9,1 mil chassis para ônibus em 2018, mesmo volume de 2017. 

As projeções da ANFAVEA para 2019 é de crescimento de 15,3% no setor de caminhões e ônibus.


Comentários