Ônibus

Pouso Alegre recebe os novos ônibus Mercedes-Benz.

Pouso Alegre recebe os novos ônibus Mercedes-Benz.

Expresso Planalto inicia operação do transporte público local com 56 ônibus urbanos.


Mercedes-Benz é a marca de ônibus da nova frota do transporte público da cidade de Pouso Alegre, importante polo econômico do Sul de Minas Gerais, a 373 km da capital Belo Horizonte. A partir desta semana, 56 novos ônibus, 41 OF 1519 e 15 LO 916 entraram em circulação, em 26 linhas agora operadas pelo Expresso Planalto, empresa que passa a prestar esse serviço à população local.

Todos os 56 ônibus foram apresentados oficialmente à cidade no último mês, em evento realizado nas instalações da Prodoeste, concessionário Mercedes-Benz. Roberto Santana, diretor da Expresso Planalto e Arlindo Melo Filho, diretor da Prodoeste, fizeram a entrega ao prefeito Rafael Simões. A frota desfilou pela cidade, culminando com uma série de atividades na rodoviária municipal. Todos os ônibus já estão em operação em Pouso Alegre.

O Expresso Planalto integra o Grupo CSC, tradicional conglomerado mineiro de empresas de transporte de passageiros com matriz na cidade de Viçosa, que também adquiriu 30 ônibus Mercedes-Benz para renovação de frota da ANSAL (Auto Nossa Senhora Aparecida Ltda), que opera em Juiz de Fora. São 18 unidades do OF 1519 e 12 do modelo OF 1721 L com suspensão pneumática.

“O atendimento às novas demandas do Grupo CSC reforça ainda mais a já destacada presença da nossa marca em Minas Gerais”, afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Fechamos 2018 com 86% de participação no segmento de urbanos no Estado, aumentando 2 pontos percentuais em relação aos 84% do ano anterior”.

De acordo com o executivo, as populações locais e os motoristas passam a contar com mais qualidade, conforto e segurança no transporte público. “Para as empresas, os novos ônibus Mercedes-Benz oferecem reduzido consumo de combustível e baixo custo operacional, assegurando a rentabilidade desejada pelos clientes”, ressalta Walter Barbosa.


Comentários